Seguidores

Loading...

quinta-feira, 24 de maio de 2012



LANCASHIRE
Origem: Condado de Lancashire, Inglaterra
Histórico: Segundo a OLD VARIETIES CANARY ASSOCIATION (OVCA), clube que se dedica na Grã-Bretanha a manter e estimular o desenvolvimento das velhas raças de canários, a origem da raça LANCASHIRE nunca foi documentada mas, acredita-se que ela se originou do velho canário Holandês que foi trazido para o país, no século XVIII, pelos tecelões flamengos.
Nos tempos vitorianos ela atingiu, provavelmente, o auge de seu desenvolvimento mas, nunca encontrou muita popularidade fora de sua zona de origem. A partir de 1870, começou a ser utilizada intensamente para melhorar outras raças, notadamente a Crested, a Norwich e a Yorkshire. O desfalque causado por tal prática provocou uma queda sensível nos plantéis puros e isto, somado a várias outras razões, resultou no início do declínio da raça. Tal declínio continuou através século atual e é provável que os últimos plantéis puros tenham desaparecido, durante a segunda Grande Guerra.
            Os Lancashires atuais foram reconstituídos pelo emprego das raças para as quais haviam contribuído no passado e, hoje já se apresentam com características idênticas às originais.
            O trabalho reconstituição executado pelos criadores ingleses, sob a orientação de G. T Dodwell, baseou-se na utilização de pássaros das raças Yorkshire e Crested, nas quais a utilização do Lancashire foi bem acentuada.

            Utilizando pássaros dessas raças em acasalamentos judiciosos, em relativamente pouco tempo, conseguiram-se pássaros com a forma desejada, deficientes em apenas dois itens: TAMANHO e TOPETE. Posteriormente, um trabalho intenso e persistente permitiu que as deficiências fossem reparadas e, hoje os Lancashires apresentados, ainda que não muito numerosos, já apresentam características tão boas ou melhores que os pássaros antigos.

Ágata Topázio